Choramos (Caçula e Marinheiro)
composição: Jesus Alves e Reginaldo Alves

declamado:
(Chore, chorar faz bem para quem sofre de amor
Chore, o pranto é natural e ameniza sempre a dor
Chorando a gente esquece quase sempre o sofrimento
Chorando será bem fácil que acalme o teu tormento)

Eu também nas minhas horas de agonia choro tanto
Até parece que em meus olhos não existe quase pranto
É sempre assim que eu consigo esquecer um pouco mais
Um grande amor que sofrimento me traz

Então choramos tu e eu por uma só razão
Vamos lavar com prantos puros a nossa solidão
É sempre assim, um grande amor não dura quase nada
Falsos juramentos depois parte nos deixando junto a estrada

Então voltamos
Pensando e soluçando de ansiedade
Chorando baixinho
Solitário e abraçado com a saudade

declamado:
(Chore, a razão porque tu choras
É a mesma que vivo chorando por não suportar uma grande dor
Chorarei eternamente porque eu também fui esquecido
Esquecido por um grande amor)


Então choramos tu e eu por uma só razão
Vamos lavar com prantos puros a nossa solidão
É sempre assim, um grande amor não dura quase nada
Falsos juramentos depois parte nos deixando junto a estrada

Então voltamos
Pensando e soluçando de ansiedade
Chorando baixinho
Solitário e abraçado com a saudade

Vídeo incorreto?