Três noites, três dias que passo bebendo
Procuro esquecer-te
Eu vivo penando, sofrendo e chorando
Chorando por ti

Se tornei-me um ébrio
É por tua culpa por te amar assim
Tornei-me um boêmio
Ao saber que tu não nasceu para mim

Tu orgulhosa e bonita
E eu sou um farrapo perdido
Tu a mulher dos meus sonhos
E eu sou por ti esquecido

Quisera que o sono
Da morte viesse levar-me daqui
Prefiro outro mundo
Do que viver sempre sofrendo por ti

Tu orgulhosa e bonita
E eu sou um farrapo perdido
Tu a mulher dos meus sonhos
E eu sou por ti esquecido

Quisera que o sono
Da morte viesse levar-me daqui
Prefiro outro mundo
Do que viver sempre sofrendo por ti

Vídeo incorreto?