Das glórias eternais
Ao mundo vil desci;
A sorte eu assumi
Dos míseros mortais;
E tudo foi por ti,
Que fazes tu por mim?

Meu sangue derramei,
E, no sofrer cruel,
Bebi vinagre e fel;
Na cruz eu expirei;
E tudo foi por ti,
Que sofres tu por mim?

Pra dar-te a salvação
Sofri, penei, morri;
Teu substituto fui
Em dura escravidão;
E tudo foi por ti,
Que deste tu por Mim?

Do Pai celestial
Completa redenção,
A eterna salvação,
A dita perenal
Te dou de graça a ti;
Não temas, vem a mim.

Vídeo incorreto?