Minha vida era um dia encoberto
Um dia quase deserto
Uma manhã sem esperança
Como um Rio que seca e encalha
O velho barco e a manha
Do único pescador
Que tentava tirar peixe
De onde só havia lama
Mas ele é forte e não reclama
Espera...
Eis que então
Chove no meu deserto
Que um dia era encoberto
Deu lugar para vida entrar
E o meu rio é só abundância
O Pescador de esperança
Já tem agora o que pescar...
Meu Senhor eu te agradeço
Por pescares no meu rio
O meu coração vazio
E enche-lo de amor...

Vídeo incorreto?