Para mim, você é jornal de ontem
Já li, já reli, não serve mais
Agora quero outro jornal assim
Que tenha fatos sinceros
E sublimes, emocionais

Desculpe a minha franqueza
Releve a comparação
Não se vá encher de tristeza
É força de expressão
Mas francamente agora
Você para mim é um jornal atrasado
Que só vai servir para eu no futuro
Lembrar o passado.

Para mim, você é jornal de ontem
Já li, já reli, não serve mais
Agora quero outro jornal assim
Que tenha fatos sinceros
E sublimes, emocionais.

Vídeo incorreto?