Sempre falhei em meu viver
E muitos deslizes cometi.
Mas é neles que estou sempre aprendendo,
Pois humano eu sou.
Mas um dia vi e então senti
Que sou especial.
Quando estava lá na cruz
Só pensava em mim.


Em seu olhar havia amor.
E os pregos cravaram em dor
No seu lado o sangue lhe escorreu
E o solo inundou.
Quando olhava o chão profundamente
Naquele sangue me viu.


Por quê me ama? ainda me ama.
Reina em glória e luz com seu fulgor
Por quê ele? oh, por quê ele?
Quando estava lá na cruz só pensava em mim.

Vídeo incorreto?