Tão somente uma vez

Tão somente uma vez
Amei na vida
Tão somente uma vez
E nunca mais

Uma vez, nada mais
Em meus olhos
Brilhou a esperança
A esperança que alegra
O caminho

Da cruel solidão
Uma vez, nada mais
Se entrega a alma
Com a doce e total
Renunciação

E quando esse milagre
Abre as portas do amor desejado
A alegria de festas que cantam
No meu coração

Vídeo incorreto?