Neste mundo todos amam e são amados
Porém eu nunca dei sorte com amor
Sou o pobre, o vagabundo, abandonado
Sem ninguém pra lamentar a minha dor

Igual a um louco eu ando procurando
Um alguém para ser a minha amada
Sinto em meu peito a esperança se acabando
Sem amor neste mundo não sou nada

Coitado de mim
Que só vivo pra chorar
Coitado de mim
Coitado de mim
Que só sei lamentar

E assim eu vou seguindo nesta vida
Sem ninguém pra lamentar a minha dor
Em cada mulher eu vejo a esperança
De um dia encontrar meu grande amor

Oh meu deus ninguém escuta o meu lamento
Ninguém tem pena deste pobre coração
Ninguém ver que nos meus olhos tristes
Pouco a pouco
Vou morrendo de paixão

Vídeo incorreto?