Tomei abrideira, pisei na fogueira, fiz adivinhação
P'rá que você não me deixasse na mão,
pedi proteção ao meu São João

E você no entretanto, a rir de meu pranto,
de vida quis melhorar!
Mas não faz mal, um dia vem após outro,
e você terá de me pagar!


(est.) Balão, balão, balão...
Que mais alto vai,
mais sofre quando de repente cai


Eu bem que dizia que você havia de se arrepender
É um balão aceso o amor ao nascer!
Se deixa de arder, nos faz padecer
Você quis riqueza, quis luxo e grandeza,
mas hoje nada lhe dão...
E eu estou feliz e agora cantando
e louvando ao meu São João.

Vídeo incorreto?