Eu tinha em casa uma roseira branca
que o meu primeiro amor me presenteou
Mas no dia em que a amizade se acabou
a roseira aborrecida e com razão murchou
Pétalas dessa linda roseira
ainda estão guardadas como recordação
Hei de revê-las a vida inteira
nas páginas de um romance que escrevi no coração

Quem ama espera sempre que a vida
um dia ainda venha a ser um mar de rosas
Porém sentindo a alma iludida
cedo vem a perceber que a vida é estrada dolorosa
Agora o meu jardim não tem roseira
e os amores-perfeitos eu já mandei tirar
Chorando eu plantei uma saudade
do primeiro e grande amor
que nunca mais há de voltar

Vídeo incorreto?