Julgas que nunca te amei
E hoje escarneço de ti
Relembrando que quando sofri, chorei
E Deus que ouviu sem cansar
Promessas e juras de amor
Só ele sabe, que eu te adorei com fervor, com ardor
Mas finalmente passou a febre com que eu te quis
A estrela que me faz feliz, voltou
E não me recordo da dor que senti ao perder este amor
Este amor que tal qual uma flor já murchou
És inocente em pensar que por ti hoje vivo a chorar
E não te lembras porém que este alguém
Agora já é capaz de suportar esta dor
E clamar que não quer teu amor jamais

Vídeo incorreto?