Diz que fui por aí
Como no samba do grande Zé Keti
E que até me perdi
Na poeira de tantos confetis
Velhos carnavais
Onde a vida mais aconteceu
Nos enredos dos sambas de amor
Nos cetins das manhãs de Orfeu
Hoje eu quero sair
E encontrar a ilusão dos meus sonhos
Se a saudade insistir
De repente não vou mais voltar
A esperar que o tempo resolva de vez
Esta angústia que nunca desfez
O desejo de me encontrar
Não sei onde vão desaguar
As tristezas do coração
Não quero de novo encontrar
Os parceiros da solidão
Na busca de sonhos perdidos
Me volta o vazio e me sinto tão só
As pedras que muito rolaram
Retornam ao pó

Vídeo incorreto?