Menino, vem brincar no mar
Ô mar, vem lavar pé de menino.
Menino, vem brincar no mar,
Ô mar, vem lavar pé de menino.

Eu vi as ondas brincando de pega-pega,
Levar as águas do riacho cristalino.
Eu vi menino vir brincar no mar,
Ô mar, vem lavar pé de menino.

Menino, vem brincar no mar...

As gaivotas vão fazendo suas rondas.
O sol levanta, vento leste me incendeia.
No chão da praia vou guardar a minha raia
E construir o seu castelo de areia.

Menino, vem brincar no mar...

(texto)
"Tem criança que cresce, fica adulta sem conhecer o mar.
Certo dia me contaram qu eo ma é bem grandão, três vezes
maior do que a terra. E lá no fundo tá cheio de mistério:
mãe d'áuga, sereia, metade mulher, metade peixe.
Peixe colorido, nadando, fosforescente; golfinhos
brincantes, foca, leão, cavalo, pinguim... engraçadinho, até
parece menino aprendendo a andar. E tem baleia, gigante
mamífero dos mares que não bole com ninguém. Talvez por
isso tão acabando cm a espécie. E nós, vivendo longe
do litoral, no centro-oeste ou no planalto central,
a gente sonha dia de calmaria. É boniteza, o homem de
novo em harmonia com a natureza"

Vídeo incorreto?