Estou teimando ultimamente
Em por meu peito estraçalhado
A varejo prá voce não se iludir
Que ao invés de partir deva ficar
Arrisco o jogo
Do fogo que há de queimar
Um de nós dois, um de nós dois
E saberemos qual a cicatriz
Que haverá de marcar cada um de nós
Para o que houver, depois
Ainda ontem era o possível
O possível de todos os começos
Que se findam, fenecem e se fecham enfim
Ainda ontem era o possível
O possível de todos os começos
Que aos tropeços se vão estraçalhar
Um a um nas paredes da vida
Sem agora nem depois.

Vídeo incorreto?