Das tabas guerreiras rufa tamará
Aldeias inteira um canto no ar
Repousam as preces nas penas das flechas
Dos filhos da mata temidos na guerra
Repousa o arco, guerreira tupy
Ruruê, Ruruê, Ruruê (Bis)
Ariê, ariê, ariá (Bis)
Tua voz o trovão
Traz o vento nas mãos
O brilho dos raios teu olhar
do relâmpago a luz
Rasgando os céus, matas, ar, rios e mar
Uiva feroz, como um tigre a rugir
Levanta nação tupy
Explode um canto guerreiro

E o açanã, ariê, ariê, ariá (Bis)
Flautas que exaltam tupã
Ariê, ariê, ariá

Canto que encanta os cantos
Por todos os cantos irão ressoar
Deus Tupã
Ruruê, ruruê, ruruê
Ariê, ariê, ariá
Iamã

Vídeo incorreto?