Você, uma andorinha, nua à noite
Sobre o leito sofrerá
Um homem, sombra forte de um jumento
À força te dominará
Depois o sol renasce
A calma e o tempo
Essa fumaça levará
Essência monstruosa
Que te levará
Longe, bem longe
Longe de tudo
Atrás do grande monte
Rumo ao horizonte
Onde o sol desperta o amanhã.

Você, minha andorinha, nua à noite
Em frente ao espelho só terá
Um sentimento tanto santo
Um som, um tom,
Em formas naturais
Criaturas normais
Dorme sempre à sombra
Perto, tão perto
Perto de tudo
Eu não sei ao certo
Todas as leis do mundo
Foge a lei do sonho de um vagabundo.

Vídeo incorreto?