Havia um homem, chamado joão
Primo de eusébio, neto de herodião
Vivia nos montes de "alves rubem"
Marido de ada, pai de hirana e oren
João era um homem de bom coração
E num certo dia de grande emoção
Sentiu em seu peito um necessitar
Uma inquietude no centro do olhar
Nascia uma idéia em seu coração
E ela iluminava uma direção
João tinha apenas que fazer o bem
A quem encontrasse, não importasse quem...
E essa maneira tão digna de agir
Inspirava a todos ao mesmo seguir
E então de repente eram muitos a vir
E a mesma idéia sempre a repetir
O bem se espalhava por todo lugar
No sul e no norte como um vírus no ar
E infectava o mundo de amor
Na realidade de um sonhador
E todos chegavam à sã conclusão
Que num simples ato há revolução
Quando a verdade é parceira do amor
Tudo é possível, seja o que for
Deixe então o amor entrar na casa do seu coração
E fazer morada especial nessa ocasião
Vamos celebrar o amor
Vamos compartilhar o sonho de joão cidadão!

Vídeo incorreto?