Nessuno mi può giudicare (tradução)


A verdade me faz mal, eu sei.
A verdade me faz mal, tu sabes.

Ninguém me pode julgar, nem tu.
A verdade me faz mal, eu sei.
Eu sei que errei uma vez e não erro mais.
A verdade me faz mal, eu sei.

Tu deverias pensar em mim
e ficar mais atento a ti.
Tem já muita gente que
tem algo contra mim, quem sabe porque.

Cada um tem o direito de viver como pode.
A verdade me faz mal, eu sei.
Por isso gosto de uma coisa e de uma outra não.
A verdade me faz mal, eu sei.

Se retornei a ti,
te bastas saber que
eu vi a diferença entre ele e ti
e te escolhi.

Se errei um dia agora entendo que
a paguei cara a verdade.
Eu te peço desculpas, e sabes porque?
Está de casa aqui a felicidade.

Muito, muito mais do que antes eu te amarei,
em comparação ao outro tu és melhor,
e de agora em diante prometo que
aquilo que fiz um dia não farei nunca mais.

Cada um tem o direito de viver como pode.
A verdade me faz mal, eu sei.
Por isso gosto de uma coisa e de uma outra não.
A verdade me faz mal, eu sei.

Se retornei a ti,
te bastas saber que
eu vi a diferença entre ele e ti
e te escolhi.

Se errei um dia agora entendo que
a paguei cara a verdade.
Eu te peço desculpas, e sabes porque?
Está de casa aqui a felicidade.

Ninguém me pode julgar, nem tu!