Vagueando pelas ruas,
Sem saber o que fazer,
O futuro é escuro,
O passado é p'ra esquecer.

Mentiras, és venenosa!
Mentiras, és venenosa...
Mentiras, és venenosa!
Mentiras, és venenosa!

Certo dia houve alguém,
Que me deu o que precisava.
Mas quando estava mais necessitado,
Foi quando dei comigo mais agarrado.

Mentiras, és venenosa!
Mentiras, és venenosa...
Mentiras, és venenosa!
Mentiras, és venenosa...

E foi assim que aprendi mais uma lição,
Por confiar em alguém muito especial.
Quando precisei de uma mão,
Vejo-me ficar, ficar muito mal.

Mentiras, és venenosa!
Mentiras, és venenosa...
Mentiras, és venenosa!
Mentiras, és venenosa...

Vídeo incorreto?