A metade perdida entre milhões
Às vezes a vida não passa
De um filme dos trapalhões
Feito um Didi
Te fiz sorrir
Pra você ficar com o Conrado no final
Meu coração infantil dos anos oitenta
Desde que você partiu
Já não agüenta mais
Te procurar e te perder
Em comerciais na sessão da tarde na TV
Eu queria ser o Beto Carrero
Pra te carregar no meu cavalo pelo mundo inteiro
Eu me sinto mais tonto que o parceiro do Zorro
Já cansei de tanto ter que te pedir socorro
Um cavalheiro solitário com atestado de otário
Achando que o amor pode ser retribuído

Vídeo incorreto?