A noite fria do campo
É uma criança pequena
Que nas pousadas serenas
Fica ali abandonada
Esperando um novo dia
Pra descambar-se pra o nada

A noite oculta segredos
Que agente tenta entender
Há uma razão pra viver
No canto de um Urutau
Que é guia pra o meu cavalo
Livrando sanga e perau

Então eu vejo a boieira
Cobrindo os olhos dela
E por ser a noite bela
Parceira dos meus caminhos
Vem no silencio a saudade
Por isso ando sozinho

E quando chega o orvalho
Preenche essa noite escura
A vida torna madura
Parece até não ter fim
Por isso trago comigo
A noite dentro de mim

A noite oculta segredos
Que agente tenta entender
Há uma razão pra viver
No canto de um Urutau
Que é guia pra o meu cavalo
Livrando sanga e perau

A noite fria do campo

Vídeo incorreto?