Lá vem a lua com seus olhos cor de prata
Ó, que bela noite para uma serenata
Clareia rua com seus olhos cor de prata
Ó, que bela noite para uma serenata

Quando anágua ia, Amália vinha, via
Quando Aparecida aparecia, lia

Se você não entrar nessa ciranda
O que será tão tarde, não
Que será noite e o coração badalador

Vai se rimar, amar com o seu mimar
Vai se rimar, amar com o seu mimar

Falar nunca é demais
A quantidade de amor
Para um alguém que tudo raia, raia, raia

Vídeo incorreto?