É de sonho e de pó
O destino de um só
Feito eu, perdido em pensamento
Sobre o meu cavalo
É de laço e de nó
De gibeira o jiló
Dessa vida sofrida a sol
Sou caipira Pirapora
Nossa Senhora de Aparecida
Ilumina a mina escura
E funda o trem da minha vida
O meu pai foi peão
Minha mãe solidão
Meus irmãos perderam-se na vida
Em busca de aventuras
Descasei, joguei
Investi, desisti
Se há sorte, eu não sei, nunca vi
Me disseram porém
Que eu viesse aqui
Pra pedir, de romaria em prece
Paz nos desaventos
Como eu não sei rezar
Só queria mostrar
Meu olhar, meu olhar, meu olhar

Vídeo incorreto?