Abandont


Ela senta sozinha
No canto abandonado, de seu quarto (oh seu quarto)
Perdeu sua vida, seu amável passado, ooo ooo ooo ooo
Ela costumava amar, sentir e ter compaixão
Mas agora a sua vida rumou para lugar nenhum, lugar nenhum
Refrão
Ela se sente atacada
E não pode se desprender
Como cordas segurando
Ela não pode deixar ir
Ela implora e suplica
E ela tenta se libertar
E cai nos seus joelhos

O que está segurando ela?
Ninguém sabe
Talvez a sua sombra
A sombra do destino,
Ela está miserável cada dia, cada semana
Enquanto lágrimas começam
A correr pelas suas bochechas
Esperando pelo dia dela vir,
Para ela espionar libertação
O dia não começou....
Refrão
Ela se sente atacada
E não pode se desprender
Como cordas segurando
Ela não pode deixar ir
Ela implora e suplica
E ela tenta se libertar
E cai nos seus joelhos

Ferrões, cordas,
Eles a seguram
Ninguém percebeu
Ou se importou
Ninguém sabe,
Como ela realmente é
Lá no fundo,
Oh o que há para esconder?

Ela está nervosa, amedrontada, assustada e fraca
Ela deve observar atentamente ou chegar ao ponto máximo
daquele canto do seu quarto
Abrir seus olhos e encarar o destino

(Mais Lento)
Talvez ela tenha, talvez ela tenha
Ela acordou um dia e viu a luz
O seu amor e compaixão, todos desapareceram
E ela correu por sua sombra e começou a
Implorar e suplicar enquanto ela caiu em seus joelhos e finalmente,
Ela se libertou