Estou levando a vida de um cachorro

Vivendo ao lado da mulher que amo

Sinto vergonha de ser um homem

Suporto calado, sofro e não reclamo

Mas em sua vida sou um empecilho

Ela só espera criar nossos filhos

Pra fazer de mim, o que já devia

Porque eu só sei matar a sua fome

Mas não sou o homem que ela queria

Quando amanhece o dia lá em casa

Perto de quem amo, não posso agüentar

E quando a noite vai se aproximando

Implorando amor ela vem me abraçar

Dizendo que ela estava nervosa

E tão carinhosa fica num segundo

E quando me deito com ela na cama

Fazendo carinho, jura que me ama

Diz que sou o homem melhor deste mundo

Até meu vizinho já está sabendo

E faz comentários na vila inteira

Todos me perguntam o que estou fazendo

Que não dou um fim nesta brincadeira

Um homem que tem amor na família

Sofre, se humilha, mas não faz besteira

Assim levo a vida, cheia de vexame

Pois para ser cachorro de madame

Só está faltando eu usar coleira

By Rodrigues / Riacho Fundo II

Vídeo incorreto?