Fiz do peito uma muralha
Bem profunda e reforçada
Pra enfrentar uma batalha
Numa guerra apaixonada
Na trincheira da paixão
Minha luta é persistente
Enfrento qualquer perigo
Mas vou trazer comigo
Um amor que está ausente
Se me fecharem as portas
Entrarei pela janela
O perigo não me atrapalha
Vou terminar a batalha
No calor dos braços dela, vou...
Terminar a batalha no calor
Dos braços dela
Vou entrar nessa batalha
Levando o coração aberto
Se a saudade for navalha
Meu peito será concreto
A parada vai ser dura
Mas estou bem preparado
Até parece loucura
Não há nada que segure
Um coração apaixonado

Vídeo incorreto?