Vou doar meu coração
Ao corpo de Medicina Legal
Quem sabe se com estudos
Encontrem um remédio para este mal
Que não ata e nem desata
Fustiga e não mata
Só tira a paz
Eu quero que no futuro
Deste mal tão duro
Ninguém sofra mais
Quem sofre deste tormento
Perde o sono, a fome, o prazer
Só quem sofre amargamente
Quem ama entende
O que eu quero dizer
É uma dor cruel no peito
Que faz o sujeito
Pedir sepultura
Não é feliz e nem morre
A paixão é um porre
Que não há quem cura

Vídeo incorreto?