As coisas já não estão nada fáceis
Vou sofrer de amor porque
Quem sabe ainda não aprendi
Qual é a voz que vai me dizer
Vou pegar o primeiro trem que passar
Vou morar no sossego
Vou levar lembranças no vento
Vamos para arara
Sem saber quando
Vou te ver
Cansei de acreditar
Que não estava na mão
Eu voltei para te encontrar
E permitir dar a voz da razão
Então, vamos para arara
Sem saber quando
Vou te ver
Juro não acreditei
Palavras cortam mais que navalha
Se tens a certeza que amas
Palavras às vezes enganam
Vamos para arara
Sem saber quando
Vou te ver

Vídeo incorreto?