Subi o morro
subi cansado
pobre de mim
pobre de nada

Morro do medo
morro do sonho
morro do sono
morro no asfalto
morro do clima, lá em cima
o morro e de morar
cá no terraço, cada espaço
claro, quero trocar
cadencia e morta, paciência
ainda chego ate lá
subi, a estrela Dalva ilumina
soneto numa casa pequenina
o samba de roda tem mais clima
na dança fluvial de uma menina

Vídeo incorreto?