Menina, seu olhar de querubina
É de ave de rapina e eu não sei como escapar
Menina, seu sorriso de criança
Desconcerta, me encanta e dá vontade de cantar
Eu canto no lamento do desejo
De poder te dar um beijo
Só pra ver tudo rodar
E ver o mundo todo atrapalhado
Até quem sabe consertado
Bem na hora que eu voltar
E desce a noite, eu subo a serra
Chego mais perto só pra ver o meu amor
Ai ai ai o meu coração aperta
Varando a noite lá no céu da minha dor.

Vídeo incorreto?