Ê caminhoneiro
Condutor do progresso da nação
Leva no peito toneladas de saudade
E o nome dela no painel do caminhão

Cortando o chão por esse Brasil afora
Não vê a hora de poder voltar pra casa
Chuva e neblina só aumentam a demora
O coração acelera e o pensamento cria asas


Tocando em frente pra ganhar a vida no braço
Sua cantiga é o ronco do motor
E na lembrança o calor daquele abraço
E aquele adeus no espelho retrovisor

Vídeo incorreto?