Aê sujeito, sem jeito é o que você esta,
Querendo aciona, as quadrada e atacar,
Pronto pra engatilhar, atirar,
Se pá mata na maior cara de pau,
Aquele tiozinho que não tem uma vida normal
tá no sufoco, pedindo socorro,
Querendo paz pelo filho que foi morto
Com um pipoco no coco de 38,

Foi dormir eternamente como diz o ditado
Aê ninguém nasceu para semente infelizmente
Muito sujeito bancam o tal e não demora muito
E já deita no caixão de pau infelizmente
Essa é minha periferia é coroa chorando e velório todo dia,
Sempre ligeiro e consciente microfone na mão,
Cdg seguindo em frente pois pilantra

Sai da reta eu te peço (eu te peço)
Senão eu te machuco, te atropelo com meu verso,
Pois moramos na favela (na favela),
E várias cenas tristes acontecem com quem mora nela,
É mãe de luto quase todo dia, é a realidade da periferia
O sistema é pesado a cena é triste, (sempre triste)
Pilantragem, trairagem aqui também existe,
Não queira ser mais um sujeito (mais um sujeito)
E amanhecer no iml com 12 tiro no peito

Não quero desgosto pra minha família,
Vários maluco foi por causa da pedra ou farinha
Muito desgosto para muitos irmãos
Quero viver em paz, quero ser mais um cidadão
Só que aqui não tem doce nem bala pras criança,
Não existe alegria e muito menos esperança,
É mãe no tumulo desesperada seu filho foi morto,
Levou uma rajada morava na favela da droga nescessitava
Não tinha dinheiro pegava e não pagava
Deu uma de pilantra sem sorte (sem sorte)
Foi aí que ele embarcou numa viagem de ida pra morte

E das quebrada de umuarama eu vou seguir
Realidade fatos tristes por aqui presenciei e vi,
Ouvi parceiro aqui foi pro crime
Na ilusão encontrou mais cedo o fim
Quis ser o beira mar, o pablo escobar,
Não teve proceder não segurou o ratatátatá
Agora jaz sua mãe chora no caixão
E diz assim meu filho era um homem bão
Mas não sabia que ele queria ser o jhow,
O pá do crime sujeito vive é sendo humilde
Assim persiste no dia-a-dia sem bancar o vacilão,
Sempre na correria adiantando seu barraco
Para não faltar comida

Seu pai já morreu, só tem sua coroa diz que tá trampando
E do crime tá de boa de boa
Até umas hora, quando o calo aperta
Ele não demora e volta ao passado
Rouba um pai de famílias pra fumar mais um mesclado
Mas aí é aquilo (é aquilo)
Comeu abelha ou mosca truta toma tiro
Aí parceiro fica esperto cá
Rone peito de aço só robocop,
Super homem truta, truta, truta,
Quebrada é embaçado aqui num é tele sena
Mas de hora em hora tem enquadro
Cê tá ligado os pivete cresce revoltado
De ver os pais e as mães ser humilhado e maltratado

Aí governo olha só pra molecada
O futuro da nação tá de oitão,
De quadrada tá matando, morrendo,
tá fumando, bebendo, tá parindo, sofrendo,
tá passando veneno sobrevivendo no inferno extremo
Vai vendo, ai tem treta eu saio de perto
Socorro polícia no morro de novo que louco
Engatilha e atira na cara do jhow
Se dó encenou chicote estralou
Quem matou ninguém viu
A família sentiu disparo finado favela brasil.

By: rafixrap

Vídeo incorreto?