Viagens, paranóias,
Medo do que pode vir,
Censura de tentar,
Coisas que podem me ferir.

Sentimento, ou emoção,
Silêncio com o que ira fazer,
Pesadelo da alma,
Medo que não vai esquecer.

Movimentos necessários,
Cenas de muito pavor,
Ritual de sacrifício,
No sangue de um pecador.

Instante incompreensível,
No peito ainda bate,
Procura o lado mal,
O ódio que o mate.

Nada deveria ser assim...
Era necessário um fim...mas...

Infelizmente descobre,
Que esperança não existe mais,
Infeliz é sua vida,
Pois ele quer morrer em paz.

Luta contra o pesadelo,
É assim que nomeia a sua vida,
A parte do seu passado,
Que nunca será esquecida.

Agora tem esperança,
De tudo acabar,
Nessa droga por um fim,
E felizmente se libertar.

Desiste de viver,
Desiste de matar,
Procura se entender,
E tenta se vingar,

Vingança que se espalha,
Por entre seu corpo,
Vingança que termina,
Diante de tão pouco.

o mundo é foda se você erra...
deu bobeira vira guerra...

Infelizmente descobre,
Que esperança não existe mais,
Infeliz é sua vida,
Pois ele quer morrer em paz.

A vida que esta pior que a morte,
Parece se encerrar,
Diante de um grito,.
Tudo pode mudar.

O cadáver vivo,
Parece descansar,
O recado esta dado,
Ele voltará!

Diante de todo o medo,
Ele volta a acordar,
O pesadelo novamente,
Vem a ressuscitar.

Com o sofrimento,
Isso irá marcar,
O sol bate na janela,
Ele volta a acordar.

Novamente levantou,
Parou de sonhar,
Sem um fim na história,
Voltou a matar.

Tudo volta como era,
Quando isso irá acabar?
Só se sabe que novamente,
Ele voltou pra nos buscar...

Isso eu sei...
O meu medo eu nunca enfrentei..

Infelizmente descobre,
Que esperança não existe mais,
Infeliz é sua vida,
Pois ele quer morrer em paz.

Vídeo incorreto?