Eu sou um triste boiadeiro
Que vivo do sul para norte
Montado no meu cavalo
Tocando boiada de corte

O gado vai passo à passo
Tirando poeira do chão
Cada passo é uma saudade
Da cabocla do meu coração

Vai, vai boiada
Deixando o rastro pra trás
Vai, vai boiada
E a saudade que eu tenho é demais

(Vai, vai boiada
Deixando o rastro pra trás
Vai, vai boiada
E a saudade que eu tenho é demais)

A minha dupla jornada
O tempo vai encurtando
E vejo no pensamento
Alguém que está me esperando

Correndo em volta do rancho
Deixei meu filho à brincar
E também de mim tem saudade
Oh! meu Deus preciso chegar

Vai, vai boiada
Deixando o rastro pra trás
Vai, vai boiada
E a saudade que eu tenho é demais

(Vai, vai boiada
Deixando o rastro pra trás
Vai, vai boiada
E a saudade que eu tenho é demais)

Vai, vai boiada
Deixando o rastro pra trás
Vai, vai boiada
E a saudade que eu tenho é demais...

Vídeo incorreto?