Caí no mundão a fora
Pensando em viver só
Não sabia que a saudade
Vinha atrás comendo pó,
Voltei logo arrastado
Estou de novo amarrado
Uma saia me deu nó.

Na senzala do amor
Coração já foi surrado
É na canga dos meus braços
Que eu dou conta do recado,
Bata meu amor me bata
Qualquer dia você mata
Seu escravo apaixonado.

Chibata comeu de novo
No prazer dos seus amassos
Nosso amor ficou mais forte
Do que um cabo de aço,
Quero matar meu desejo
Na moenda dos seus beijos
Quero sim virar bagaço.

Vídeo incorreto?