Eu sou o rio piracicaba tão famoso
Da cachoeira o sereno e o varjão,
Dei muito peixe e também matei muita sede
Eu sou o rio que tem história e tradição.
As minhas águas que eram puras e cristalinas
Deram momentos de prazer e alegria
Nas minhas margens onde tudo era beleza
Já construíram nem sei quantas moradias

Eu sou o rio criado pela natureza
E do meu povo eu preciso proteção,
Esse lamento é meu grito de socorro
E sua ajuda será minha salvação

Estou cansado de arrastar tanta sujeira
Não sei porque eu sou maltratado assim,
Pois quem me olha fica tão indignado
Vendo que aos poucos eu estou chegando ao fim
Antigamente o pescador olhava a lua
Refletindo em minhas águas o seu clarão
Cuide de mim como fosse uma criança
Serei o rio da futura geração

Vídeo incorreto?