Eu arrecebi uma carta
Escrita por sua mão
Desfazendo o nosso amor
Ferindo o meu coração

Foi tudo uma farsidade
Fazendo a separação
Sei que morro de saudade
Deste meu triste sertão

Nosso rancho tava pronto
Todo enfeitado de flor
Cheirando a felicidade
Aquele ninho de amor

Hoje tudo tá desfeito
O nosso amor se acabô
Mas o peito machucado
Deste pobre cantado

Você guarde essa carta
Lembrança de quem te amô
Vai selado com o desprezo
O destino é o portadô

A tinta tirei do zóio
A pena da minha dô
A palavra é a saudade
Da minha queixa de amô

Eu vou mudá pra bem longe
Só pra não ter a lembrança
Do tempo que nóis se amava
Onde tudo era esperança

Só levo junto comigo
Um cacho da sua trança
Que eu cortei do teu cabelo
No tempo da nossa infância

Vídeo incorreto?