Sou igual os fazendeiros dinheiro só tô guardando
Sou igual os boiadeiros vivo sempre viajando
Sou igual os passarinhos levanto cedo cantando
Sou igual o beija-flor no lugar que eu tô chegando
Beijo a rosa mais bonita, ai, ai
Depois vou-me arretirando

Minha voz é como as aves que vai pro mundo serena
Minhas moda é um tesouro, quem me rouba se condena
Sou igual uma emissora que trabaia sem antena
Meu nome é igual o batom preferido das pequena
Porque tá sempre na boca, ai, ai
Das loirinha e das morena

No dia que eu tô nervoso sou igual uma serpente
Sou arisco igual o gato, pulo pra trás e pra frente
Sou igual o Eder Jofre, tenho dois braço potente
Sou caboclo de coragem igual foi o Tiradentes
Sou igual o Rui Barbosa, ai, ai
Já nasci inteligente

Eu sou igual o poeta, guardo verso na cachola
Eu sou igual o Pelé no dia que eu jogo bola
Sou igual o professor, pra cantar eu dou escola
Sou igual o grande homem, isso muito me consola
Quero ver quem é que faz, ai, ai
O que eu faço nessa viola

Vídeo incorreto?