Os dias passam muito devagar
Do lado de uma mulher que nunca pude amar
Eu pego meu casaco e saio por aí
Procurando alguma coisa que eu nunca vi

Eu subo a colina pra me distrair
Meu espírito e meu coração só pensam em sumir
E eu deixo a vida conturbada lá embaixo
Fecho os meus olhos e abro os meus braços

Encosto em uma árvore, fumo e viajo
E os sons da natureza me deixam emocionado
Eu vejo os pássaros voarem sem cair
Como eu queria que essa vida fosse assim

E quando o vento sopra o meu cabelo
O céu abraçado com o sol tá vermelho
Sentado e divagando com cara de bobo,
Eu descubro o sentido da vida e esqueço de novo

Eu acordo chateado e abandonado, não tem nada pra fazer
Então lá pro meio-dia eu fico puto e começo a beber
E eu encho a cara, não quero nem saber
Minha vida é só minha e eu vivo como bem entender

Faz três dias que eu tô apaixonado mas ela não quer me ver
Eu acendo um cigarro, faço um brinde e continuo a beber
E quem não entende pode se fuder
Minha vida é só minha e eu vivo como bem entender

Vídeo incorreto?