O samba é minha cara
O samba é minha cara (2x)

Não para, não para, não para não..

E para se enganar
Acreditou que poderia ser
Mais forte que o desejo
Precipitou palavras
Deliciou o beijo e a dor
Desencabulou... ô desencabulou
E desperdiçou
O seu melhor cortejo
O seu melhor cortejo
O seu melhor cortejo
Se cansou
Como uma flor se abriu
E o próprio peito se lançou
E se jogou no meio
De um vendaval
Do lixo alegoria marginal
Vestiu sua fantasia de jornal
E ensaiou os passos
Pro carnaval

E abriu o próprio peito
Se lançou
Precipitou palavras
E desencabulou
E se jogou no meio
De um vendaval
Atropelou a solidão
Levou seu corpo num carrinho de mão
Gozando o próprio mal...

Vídeo incorreto?