Ela vem, devagar, procurando o jeito certo de falar
Não tenho aonde ir, quem procurar
Me deixa entrar
Uma hora dessa
Quem é que bate minha porta com toda essa pressa
Lá fora tá chovendo a beça
E aquela menina segurando uma criança
Me forçando acordar e puxando a lembrança
Soluçando falou que o filho é meu
Dizendo que também não sabe como aconteceu
Também não sei, só sei que tá frio demais aí fora
Entra, se aquece, me explica essa história agora

Tá na mão, passa mal, pelo menos essa noite pode entrar
Lágrimas não vão aliviar
Sai dessa chuva

Meu Deus será que essa era mesmo a hora certa?
Será que quando eu chegar lá a porta vai tá aberta?
Será que vai dar tempo pra fritar na estrada
E não tá vendo que minha vida já tá bagunçada
E ainda tem mais essa pra eu segurar
Logo agora que a vida me convidou pra dançar
Quanto mais eu peço a paz mas ela me manda a guerra
Se ficar o bicho come, se correr o bicho pega
O bicho pega

Calma aí, pera lá
Não tá vendo a vida vai que vai "mermão"
Nada que acontece é em vão
Não volta mais

Tá certo
E ainda bem que eu tenho teto
Ainda bem que agora dá pra ficar um pouco mais perto
Ainda bem que eu tenho história pra contar
Pra atrasar tem 100, pra ajudar ninguém, é lá
Eu tô pronto pra passar essa fase contigo
Até que o muleque parece um pouco comigo
E se o lance é crescer não vou resistir
Foi começando por você que eu evoluí

Toda escada leva pra outro andar
A laje tem que segurar
Toda escada leva pra outro andar
A laje tem que segurar

Vídeo incorreto?