Hoje eu quero chorar
Vou desabafar
Vou me jogar no laço
Vou me maquiar
Vou representar
Vou encarnar o meu palhaço
E quando a luz se apagar
O foco vai ditar o meu espaço
E eu vou me ajoelhar
E implorar
Por um abraço

Hoje eu nem vou usar
Vou parar de andar
Não dou mais nem um passo
Vou me perdoar
Vou querer amar
Eu vou deixar de ser capacho
E quando a luz se apagar
Eu vou incorporar o meu carrasco
E eu vou me machucar
E me torturar
Até tirar o asco

Mas eu não posso chorar
Porque se a tinta escorrer
Você verá o que há
Por trás da máscara de barro
De baixo da sola do seu sapato caro
Da sola do seu sapatinho caro
Da sola do seu

Vídeo incorreto?