Rei de quem o conhece


Do topo da montanha
Ele olha sobre as multidões
Consciente entre os despreocupados
Não consolidado

Rei de quem sabe
Estou abrigando os medos
A solidão exposta
Um oceano de lágrimas nascido
Para o mundo

Os sinos do adro
Tocam para mim apenas por hoje
Salva-me da esperança
Que eu vou ser salvo

Rei de quem o conhece
Minha sede insaciável
A chuva poderia se tornar ouro
E compartilhar minha caixa de ossos
No solo

Nós elevamos o nível de vibração tão alto
Que todas as mentiras vão cair
De seu próprio peso morto

Rei de quem o conhece
Eu tirei as minhas roupas
O diamante esmagou a pedra
E deu ao mundo um coração

Nosso carma foi todo queimado
As moléculas emergiram
Em um mundo além deste mundo
Ousamos falar a palavra

Rei de quem o conhece
Para a morada pura