Na noite um sopro de vida
Cobre o meu velho jeans
Em vão procuro a saída
Ai de mim !
Meu som é um sonho de chuva
Abro o violão
Enquanto o corpo curva
Mais levanta o coração.

Brilha nos olhos a lua
Enquanto ela não vem
A sombra me esconde na rua
Tudo bem !
Alguém gritou "aleluia"
Na estação do trem
Sai do peito um grito
Desse dia eu lembro bem.

Eu quis demais, bem mais, bem mais
Eu quis um bem e ela não sabia que eu não
tinha mais ninguém
Eu vi demais, bem mais, bem mais
Bem mais além...o meu amor fugia
nesse trem.

As vezes me sinto a perigo
Mas nada me faz esquecer,
No peito acende um aviso "vai doer"!
Meu coração é um disco
Quebrado no mesmo lugar
Mas o meu amor insiste
Sempre em te fazer tocar.

Vídeo incorreto?