Vai sabiá, pode voar
Ninguém nasceu para viver numa prisão
Pode voar que o seu cantar
Há de espalhar a liberdade no sertão!
Vai, sabiá dizer que não
Para os que vivem de injustiça e tirania
Aos egoístas a miséria e a maldade
Dizer também que cedo ou tarde
Vai raiar um novo dia!

Sabiá, sabiá
Canta bem forte que alguém vai escutar
Sabiá, sabiá
Não deixe a noite emudecer o seu cantar!

Meu sabiá vai procurar
Vê se descobre a onde está a alegria
Que eu vi partir, que eu vi passar
Deixando em tudo a nossa vida tão vazia
Meu sabiá, diga que não
A quem conquista um lugar com covardia
Aos egoístas, a miséria e a maldade
Dizer também que cedo ou tarde
Vai raiar um novo dia!

Vídeo incorreto?