Saí de casa era apenas um menino
Tinha um sonho, um destino um dia a vida melhorar
Lá da estrada vi a casa da fazenda
Vi meus pais e meus irmãos na porteira a me acenar
E na mochila a chuteira preparada
Pensando numa jogada pra torcida levantar
De gol em gol eu fui jogar na capital
Vitrine internacional ah! Meu Deus cheguei lá

Ganhei dinheiro, fui morar no estrangeiro
Comprei carro importado quase tudo consegui
Mas a saudade quando pega um gol perdido
Não tem dia não tem hora é um lance impedido
Toda jogada eu venci matei no peito
Só uma não teve jeito pra saudade eu perdi

No gol da vida eu venci cheguei primeiro
O maior dos artilheiros fui um gande campeão
Oh! Minha mãe abre a porteira da fazenda
Acenda o fogão de lenha pra aquecer meu coração
Fala pro pai tocar sanfona no terreiro
Jogador do estrangeiro tá voltando pro sertão

Vídeo incorreto?