Ah, se eu voltasse a ser criança
Pra ver as coisas que eu não vejo mais
Porque não me sai da lembrança
As coisas que hoje eu não vejo mais

Cadeiras de balanço na calçada
E um coreto na praça da matriz
Invernos de raios e trovoadas
Um aguaceiro fazendo a gente feliz...

Vestia a minha roupa engomada
Pra ver o trem passar na estação
Um velho circo divertindo a meninada
Que ainda brincava de pipa, corda e pião

No rádio da parede eu escutava
Vai boiadeiro na voz de seu luiz
Na rua todo mundo se falava
Meu deus, como a gente era feliz...

Canoas, carrosséis, roda gigante
Procissão na festa do padroeiro
Recados de amor no alto-falante
Pra certo alguém lá no alto do cruzeiro

Tomar banho de chuva na biqueira
Nos invernos de potós e cururus
E as andorinhas na torre da igreja
Se misturando com bandos de urubus

Vídeo incorreto?