Eu moro na cidade grande
Mas meu pensamento tá muito longe daqui
Eu sei que vou voltar um dia
Pra rever as minhas coisas que eu deixe ali

Meu pensamento lembra a todo instante
Minha terra tão distante
Que ainda mora em mim
Como eu me lembro da fazenda do oitizeiro
Do meu pé de umbuzeiro, minha roça, meu jardim
E no quintal o pilão e um galinheiro
Cochilando no poleiro, uma saudade sem fim

Naquele alpendre a mesma rede de malha
Uma cela, uma cangalha, um bisaco e um matulão
E num cantinho minha vó com seu rosário
Diante de um santuário rezando com devoção
Carro de boi na sombra de um juazeiro
E a bandeira no terreiro em louvor a são joão

Vídeo incorreto?