O universo nos espera
A forma a cor?
Não sei
Que seja como a primavera!
Um dia, talvez
Sem medo do amor
Ser canção e cegar sem saber
Simplesmente olhar pra você
Sem vaidade

Um outro sonho no futuro
Meus versos vão contar
As coisas mudam num segundo
E sempre vão mudar
O amor é lutar
Recriar, transcender, resistir
Um mistério capaz de explicar
A felicidade
O pensamento se vai enquanto algumas ilusões se desfazem
Mas nada é capaz de fazer
Um coração desistir
Se o tempo se vai
E o sentimento chegar a fugir
Não vá nos romper
Nem se perder de mim

Mas não
Eu não vou te prender
Como flor num jardim
Se teu corpo é o meu castelo imaginário
E enfim
Eu não posso fingir
Que o amor é de dois
Se o amor é de mim pra você
Um pra você
De flor pra você
Um sim pra você
Pra mim

Vídeo incorreto?