O tempo samba na voz de joão
O tempo samba
O mesmo samba que inventa a nação
O mesmo samba

Eu lhe disse que vinha
Eu lhe disse que ia
Eu lhe disse que ia
Eu lhe disse que vinha da bahia

Samba salvador
A cidade reinventou o reggae
Com neguinho do samba
Que é o rei do olodum

Minha bahia da alegria
Que pobreza sem graça
Aqui miséria é pirraça pra dançar
Aqui miséria é pirraça

Eu lhe disse que vinha
Eu lhe disse que ia
Eu lhe disse que ia
Eu lhe disse que vinha da bahia

O rio samba no pé da baiana
Da escola de samba do rio de janeiro, fevereiro
Março, abril, maio, junho, julho, agosto
Setembro, outubro, novembro e dezembro
Rio, tu és mais lindo sorrindo
Rio, tu és mais lindo sorrindo

Eu lhe disse que vinha
Eu lhe disse que ia
Eu lhe disse que ia
Eu lhe disse que vinha da bahia

Samba, sampa, são paulo
Santo concreto
De ruas desertas
Mar de gente
Poema de rua
Minha consolação
É de santo São Paulo
Canta São Paulo
Oh, oh oh oh oh oh
oh oh oh oh oh oh oh oh

Tamo plantando bananeira (7x)
O Brasil de cabeça pra baixo
A farinha do mesmo saco
A banana do nosso cacho
A banana do Brasil

E agente quer, outra coisa, outra coisa
Agente quer a música, outra coisa, outra coisa
Agente quer o samba, outra coisa, outra coisa
Agente que a alegria de Carmen Miranda, outra coisa, outra coisa

O tempo samba na voz de joão
O tempo samba
O mesmo samba que inventa a nação
O mesmo samba

Agente quer o Brasil

Eu lhe disse que vinha
Eu lhe disse que ia
Eu lhe disse que ia
Eu lhe disse que vinha da bahia

oh oh oh oh oh
oh oh oh oh oh

Vídeo incorreto?